Ajudar sem sair de casa: como ser um voluntário online

30/06/2015 15:56

Muitas vezes a falta de tempo acaba impedindo que as pessoas exerçam alguma atividade voluntária. Nesses casos, a tecnologia pode ser uma forte aliada promovendo o chamado Voluntariado Online. Com ele, é possível quebrar barreiras como a distância e a disponibilidade de horário, já que o voluntário contribui na hora que desejar, de sua própria casa, contando com a ajuda apenas de um computador. As atividades mais frequentes são tradução de documentos, produção de conteúdos, consultoria financeira e jurídica e divulgação de causas por meio das mídias sociais, além do já conhecido ciberativismo.

Voluntário virtual, compromisso real

Alessandra Escobar, administradora em comércio exterior, sempre quis participar de algum trabalho voluntário – mas a sua vida agitada nunca permitia, então procurava fazer doações a certas entidades. Depois que se mudou para o exterior viu que ficaria difícil continuar a colaborar desta forma. Ao navegar pelo Voluntários Online, site que divulga vagas para atuação voluntária em ONGs, descobriu que poderia ser uma voluntária online, traduzindo documentos. Em depoimento dado ao Voluntários Online, ela conta que “compartilhar o conhecimento, ideias e informações através da Internet, nos mostra que não existem fronteiras”.

Já Aline Oliveira, estudante de Comunicação, conseguiu oferecer ajuda e de quebra ainda adquirir experiência na sua área de estudos. Depois de buscar uma atividade que pudesse fazer de casa e sem comprometer a faculdade, ela começou a atuar pesquisando e produzindo conteúdos para diversos blogs e sites de voluntariado.

O lado de quem recebe ajuda

Muitas ONGs também já perceberam que o voluntariado online é uma importante fonte de ajuda. Natalia Kelbert, co-criadora do Amigo Não se Compra, site que divulga animais para adoção, conta como os voluntários fazem a diferença em seu projeto: “Antes mesmo de o site existir, pessoas adeptas da causa começaram a ajudar na divulgação do projeto e arrecadação da verba, tudo via redes sociais. Agora que o site existe e já tem mais de mil animais cadastrados, recebo ajuda de voluntários que produzem conteúdos para o blog, traduzem textos, ajudam no desenvolvimento da ferramenta… Principalmente por se tratar de um site, as oportunidades de ajuda virtual são inúmeras” conta ela.

Mesmo nas ONGs que atuam fisicamente, oportunidades também não faltam. Nesses casos, as maneiras mais comuns de ajuda são consultoria financeira ou jurídica para gestão da entidade, levantamento de verba ou divulgação da causa via redes sociais, produção de cartazes e material de comunicação, e-mentoring, entre outros.

Como ser um voluntário online

Gostou da ideia? Então veja nossas dicas para quem está começando:

  1. Veja que tipo de trabalho te interessa e que você pode fazer
  2. Defina quanto tempo por semana você tem para dedicar a esta atividade
  3. Procure ONGs que precisem do seu trabalho
  4. Fique atento as prazos
  5. Se a ONG escolhida atua presencialmente, procure ir ao local para conhecer o trabalho realizado.

Mas atenção: para ser um voluntário online, é preciso ter o mesmo comprometimento de um voluntário presencial. É preciso, em primeiro lugar, estar atento aos prazos. Quanto tempo você tem para se dedicar à atividade? Como não é uma atividade feita com hora marcada, disciplina e organização são essenciais!

Você precisa estar logado para comentar e interagir!
Login ou Cadastre-se